Vem aí uma geração de padres high tec. Veja o que os seminaristas curitibanos andam estudando

- Atualizado às 23:18
Por - Redação Barulho Curitiba
(Foto: Divulgação)

Padre Fabio Mello já provou que os padres estão mais conectados que nunca nas redes sociais e entendem que isso é necessário para que a Igreja Católica sobreviva entre a juventude. Mas vêm ai uma geração de padres high tec. Os novos seminaristas da Congregação Redentorista, organização responsável por santuários e missões católicas em diversas partes do mundo, tem aprofundado seus estudos na área da comunicação social, principalmente no uso das mídias digitais.
Para se tornarem missionários, eles freqüentam em Curitiba, os cursos de Filosofia e Teologia na PUCPR. A preparação é complementada por diversas aulas, disciplinas e formações oferecidas internamente no Seminário São Geraldo. O aprendizado de comunicação social está sendo ministrado por uma professora da área, com a formação de grupos de trabalho para preparar conteúdos digitais e com a participação em congressos e fóruns na área de mídias. Um exemplo disso foi a participação dos seminaristas no Seminário de Comunicação Digital na Faculdade Basiliana (FASBAM) em Curitiba, no último dia 2 de junho.

O padre Joaquim Parron, reitor do seminário, afirma que o mundo digital exige dos novos padres e irmãos religiosos uma comunicação assertiva e criativa sob todas as formas existentes e agora, de modo especial, no meio digital. “No mundo conectado em redes, a Palavra de Deus deve ser comunicada de modo sempre novo e de forma abrangente, isto exige dos futuros religiosos este conhecimento”, ressalta. Motivados pelo reitor do seminário e acompanhados por profissionais, os 15 seminaristas tem produzido vídeos, matérias, fotos, textos e postagens voltadas para a Evangelização. Inseridos nas mídias, já têm um canal no YouTube, páginas no Facebook e no Instagram e grupos de whatsapp. “Buscamos ter um conhecimento especializado desses novos meios de comunicação, para usá-los de forma correta, pois queremos evangelizar também através dos bytes”, afirma o seminarista Aurélio Rodrigues. 

O estudante Dionatan Krieger, entende que a Igreja necessita sair da comunicação analógica para a comunicação arrojada nos meios digitais. “Para isso seus ministros devem ser bem formados, aliás como sempre foi exigido, na teologia, nas ciências, no trabalho pastoral e nas demais disciplinas e conhecimentos. Neste momento, vemos a importância de incluir e aprofundar o conhecimento destes meios de comunicação, para poder afirmar que o Evangelho continuará sendo levado a todos", completa Krieger.


 O fundador dos redentoristas foi Santo Afonso de Ligório, um grande escritor e esta era uma das formas mais arrojadas de comunicação de seu tempo, pois ia além da comunicação falada e presencial. Na Igreja Católica, os Missionários Redentoristas participam de muitas missões e administram grandes santuários em todo o mundo. No Brasil, por exemplo, são responsáveis pelos santuários de Aparecida, do Divino Pai Eterno, da Padroeira do Paraná (N Sra do Rocio) e de vários Santuários dedicados à Nossa Senhora do Perpétuo Socorro nas capitais. A partir destes locais e usando seus dons de comunicadores eles atuam também nas mídias digitais para “Evangelizar no mundo ferido” como pediu Santo Afonso.

Serviço 
https://www.facebook.com/conectadosredentor
http://redentoristas.org.br/
https://www.youtube.com/Parron & Cia
email: redentoristasnamidia@gmail.com

Comentários

© 2018 Barulho Curitiba