Vale da Música oferece aulão de dança flamenca na Ópera de Arame

- Atualizado às 09:40
Por - Redação Bem Paraná com assessoria
(Foto: Divulgação)

No dia 15 de fevereiro quem passar pela Ópera de Arame poderá participar de um aulão de dança flamenca dentro da programação do projeto Vale da Música. A ideia é aproveitar o espaço da Ópera de Arame para que o público tenha não só a oportunidade de subir no palco de um dos mais bonitos teatros de Curitiba, como também aprender um pouco mais sobre a dança flamenca.

Quem vai conduzir a aula é a CIA Aire Flamenco e não é preciso conhecimento prévio para participar. Durante a oficina, também não haverá restrição de idade. “Queremos que as pessoas venham exatamente para conhecer novas possibilidade e, sobretudo vivenciar a Ópera de Arame. Esse é o principal objetivo do Palco Aberto, difundir arte e cultura e aproveitar ao máximo esse espaço tão emblemático de Curitiba”, diz Gabriella Camargo, gerente de marketing do Parque das Pedreiras.

O projeto Palco Aberto, além de oferecer atividades para o público, como aulas e meditação, por exemplo, também está aberto para grupos de teatro, música, dança e diversas outras expressões artísticas realizarem ensaios. Desta forma, tanto os artistas da cidade quanto quem está passeando na Ópera de Arame podem viver uma experiência diferenciada no local. Para saber como participar do programa Palco Aberto, basta entrar em contato com o Parque das Pedreiras e agendar o ensaio/aula com 15 dias de antecedência. Não há nenhum custo para os artistas.

SERVIÇO

Aula de dança flamenca com a CIA Aire Flamenco

Horário: 11h30 às 15h

Valor para entrada no Vale da Música: R$ 10,00 inteira e R$ 5,00 meia-entrada. O benefício é válido para pessoas que estejam dentro da lei da meia-entrada, crianças de até 12 anos e para moradores de Curitiba e região metropolitana, que precisam levar um comprovante de residência para obter o desconto.

Endereço: Ópera de Arame - Rua João Gava, 970 – Abranches.

 

Sobre o Bradesco Cultura

Com centenas de projetos patrocinados anualmente, o Bradesco acredita que a cultura é um agente transformador da sociedade. O Banco apoia iniciativas que contribuem para a sustentabilidade de manifestações culturais que acontecem de norte a sul do País, reforçando o seu compromisso com a democratização da arte. São eventos regionais, feiras, exposições, centros culturais, orquestras, musicais e muitos outros, além do Teatro Bradesco em São Paulo. 

 

Sobre o Parque das Pedreiras

Em agosto de 2012, a empresa DC Set Eventos ganhou a concessão dos espaços culturais Ópera de Arame e Pedreira Paulo Leminski, juntos denominados como Parque das Pedreiras. Durante 2012 e 2014, o complexo passou por um processo de revitalização em sua infraestrutura. O Parque das Pedreiras abriu suas portas em 2014 e desde então desenvolveu e sediou inúmeros concertos e festivais nacionais e internacionais em seus espaços. Concluídas as fases de revitalização do espaço e inserção de Curitiba no roteiro das principais turnês, o Vale da Música representa um novo e relevante passo para a operação do Parque das Pedreiras: criar uma constante programação durante o dia que contribua para a difusão acessível da cultura na sociedade.

 

Sobre a Futura Fonte

Proponente do Vale da Música, a Futura Fonte é especializada em iniciativas que fazem da cultura um instrumento de formação e valorização do indivíduo. O grupo realiza eventos e também atua de forma constante na promoção de ações de responsabilidade social conectadas à música, como a associação com a ONG internacional Playing For Change. No Parque das Pedreiras é um dos parceiros da DC Set Eventos na realização de eventos culturais no complexo.

Comentários

© 2018 Barulho Curitiba