Site ajuda artesãos da Feirinha do Largo a vender seus produtos

- Atualizado às 21:31
Por - Barulho Curitiba
(Foto: Reprodução)

A tradicional Feira do Largo da Ordem acaba de ganhar sua vitrine virtual (confira no link). A plataforma on-line foi lançada nesta segunda-feira (13) e busca ajudar os 1.750 artesãos do espaço a comercializar seus produtos durante a pandemia do novo coronavírus. Todas as feiras de artesanato da Prefeitura estão suspensas devido à covid-19. Já estão cadastrados no site 185 expositores. A vitrine virtual da Feira do Largo da Ordem é uma iniciativa da Prefeitura e do Instituto Municipal de Turismo.

De acordo com Tatiana Turra, presidente do Instituto Municipal de Turismo, em um momento difícil para os artesãos das feiras da capital, o município buscou criar uma vitrine totalmente gratuita para que artesãos, designers e artistas plásticos pudessem continuar a comercializar e ter renda durante a quarentena.

“Para muitos artesãos, inclusive, será o primeiro passo no comércio eletrônico”, avalia Tatiana.

A presidente do IMT lembra ainda que, no mês passado, o município e a startup Olist já tinham fechado uma parceria para cadastrar os produtos dos artesãos das feiras da capital na plataforma on-line Olist Shops. “Com estas iniciativas, a ideia é oferecer novas experiências de venda para os artesãos de Curitiba”, reforça ela.

Acesso fácil
Desenvolvida pelo Instituto Cidades Inteligentes (ICI), a plataforma on-line da Feira do Largo da Ordem é simples de ser acessada por computador ou smartphone e, após o cadastro ser preenchido no próprio site, em até 24 horas a inscrição é aprovada e o artesão já estará com seu produto exposto na vitrine virtual. Na hora de se cadastrar, o artesão deve ter em mãos o número do alvará na feira.

Moderna e bem otimizada, a vitrine virtual da Feira do Largo da Ordem é toda baseada em imagens dos produtos dos artesãos. Destaque para a área de busca por temas: alimentício; artes plásticas; arte em madeira; arte em plástico; arte em tecido; brinquedos; colecionador; decorativos; sabonetes, velas e difusores; utilitários e vestuário.

Não há qualquer custo para se cadastrar e, no momento da venda, artesão e cliente negociam diretamente por WhatsApp.

Artesãos de Curitiba podem criar loja virtual em menos de três minutos

A artesã Alessandra de Fátima Ferreira, 40 anos, que comercializa bonecas de feltro na feirinha do Largo da Ordem, já está cadastrada na plataforma on-line do espaço e aprovou a iniciativa da Prefeitura. “A gente está muito preocupado e é muito importante termos este site para vender na quarentena”, afirma ela. Em seu Petit Poupée Ateliê, Alessandra tem como carro-chefe suas bonecas em estilo afro.

Como se cadastrar?
A seguir, o passo a passo para preencher o cadastro na plataforma on-line da Feira do Largo da Ordem:

Clique no campo “Cadastre seu negócio” do site
Preencha os dados do artesão (não esquecer de ter em mãos o número do alvará)
Faça uma descrição do trabalho
Defina algumas palavras-chave (brinquedos, decorativos, artes plásticas, arte em madeira, arte em plástico)
Selecione uma imagem para abrir sua área de exposição (foto do produto, cartão de visitas ou do artesão) com 270 x 220 pixels
Selecione até dez fotos de produtos à venda com 270 x 220 pixels (cada)
Envie on-line o formulário e aguarde a confirmação em até 24horas.
Pronto para vender

Comentários

© 2018 Barulho Curitiba