Projeto de distribuição de camisinhas em universidade de Curitiba sofre sabotagem

- Atualizado às 14:33
Por - Redação Barulho Curitiba
(Foto: Divulgação)

No Paraná o número de novos casos de aids vem diminuindo. Entre 2010 e 2017, houve recuo de 1.626 para 1.107 ocorrências. Por outro lado, no mesmo período, a quantidade de infecção do vírus HIV tem aumentado. Em 2010, foram diagnosticados 692 casos, contra 2.609 em 2017.  Até outubro de 2018, já eram 1.525 novas ocorrências. Os dados são do novo Boletim Epidemiológico de HIV/Aids. De olho nestes dados alarmantes, a professora Dra. Grazielle Tagliamento, do curso de Psicologia da Universidade Tuiuti, e seus alunos d desenvolvem, desde 2013, o projeto Protagonismo Juvenil: Sexualidade e Promoção de Saúde. O projeto prevê diversas atividades, entre elas, a distribuição de camisinhas nos banheiros, masculinos e femininos, do Câmpus Barigui. Por semestre são mais de 30 mil preservativos distribuídos na Universidade Tuiuti do Paraná – UTP.

Todo o início de semestre, os envolvidos no projeto passam nas salas de aula informando aos alunos sobre as ações desenvolvidas. Segundo a professora, quem tem acesso à educação sexual tende a iniciar a vida sexual mais tarde do que quem não tem.

Em meados de abril, surgiram boatos de que estavam furando as camisinhas que são disponibilizadas gratuitamente dentro dos banheiros da UTP. “Além de ser antiético, vale ressaltar que furar camisinha é proibido! Furando a camisinha, além de você estar cometendo um crime ainda sujeita terceiros a ficarem em situação de vulnerabilidade às doenças sexualmente transmissíveis. A camisinha perde sua principal função: a proteção”, explicou a professora Grazielle. Segundo ela, todas as camisinhas que estavam disponíveis nos banheiros no dia do acontecimento foram descartadas e substituídas por novas. “Devemos ter consciência que é dinheiro público jogado fora, afinal, o projeto é uma parceria da UTP com a Secretaria Estadual de Saúde. O fato de não concordar não te dá o direito de proibir o outro de ter acesso à informação e prevenção.” E mesmo com a "sabotagem", o projeto segue forte. E mais camisinhas foram distribuídas.

NESTA TERÇA, TEM OFICINA DO PROJETO

Nesta terça (21), das 14h às 17h, será ministrada na UTP a oficina “Sexo, prazer em tempos de AIDS”, com diversas ações e ainda testagem do vírus HIV. A oficina é aberta à comunidade e vale como horas complementares para os alunos. A Tuiuti fica Rua Sydnei Antonio Rangel Santos, 238 - Santo Inácio.

Comentários

© 2018 Barulho Curitiba