Peças de teatro para você aproveitar o fim de semana na capital

- Atualizado às 18:04
Por - Redação Barulho Curitiba
Peça "A Golondrina"
Peça "A Golondrina" (Foto: Divulgação)

Se você é daquelxs que fogem dos agitos destinados aos shows e eventos no fim de semana, selecionamos aqui boas opções teatrais para aproveitar o fim de semana. Confira!


A GOLONDRINA

“O que nos torna humanos"? Para Amélia (personagem de Tânia Bondezan), a resposta encontra-se na capacidade de sentir a dor dos outros como se fosse nossa. E este é o sentimento que corre ao longo da espinha dorsal de A Golondrina, sucesso de crítica e público, que estará em cartaz no Teatro Guaíra -Auditório Salvador de Ferrante (Guairinha), nos dias 27,28 e 29 de setembro de 2019.

Com texto do premiado autor barcelonês Guillem Clua, direção de Gabriel Fontes Paiva e produção de Odilon Wagner, a peça traz no elenco Tania Bondezan (indicada a melhor atriz no Prêmio Shell 2019, e que também assina a tradução) e Luciano Andrey. O espetáculo já foi montado em Londres e na Espanha (estrelado pela consagrada atriz Carmen Maura).

O texto é inspirado no ataque terrorista ao Bar Pulse, que aconteceu em Orlando (EUA), em junho de 2016, mas nele também ecoam as tragédias do bar Bataclan, em Paris (França), do calçadão em Nice, Las Ramblas de Barcelona. É uma tentativa de compreender a insensatez do horror, as consequências do ódio e as estratégias que usamos para que eles não nos destruam a alma.

Sinopse

O espetáculo mostra o encontro de Ramón (Luciano Andrey), sobrevivente de um ataque praticado por homofóbicos em um bar Gay, com Amélia (Tania Bondezan), uma severa professora de canto, que também tem sua história ligada a esse trágico evento. Os personagens vão revelando detalhes de seus passados que se entrelaçam como num quebra-cabeças.

SERVIÇO
A Golondrina, de Guillem Clua, com direção de Gabriel Fontes Paiva
Teatro Guaíra (GUAIRINHA)
Temporada: 27,28 E 29 de setembro.
Às sextas e sábados, às 21h; e aos domingos, às 18h
Ingressos: R$ 80 (inteira) e R$40 (meia-entrada)
Duração: 90 minutos
Vendas: http://www.ticketfacil.com.br/eventos/cctg-a-golondrina.aspx

HOMENAGEM A GIBRAN KHALIL GIBRAN

Gibran Khalil Gibran foi um ensaísta, filósofo, prosador, poeta, conferencista e pintor de origem libanesa. Seus livros e escritos, de simples beleza e espiritualidade, são reconhecidos e admirados para além do mundo árabe. O espetáculo mostra o artista em seus 3 momentos: a pintura, com o artista plástico Dhi Ferreira; as cartas de amor, com o ator Braz Pereira e a narrativa de uma história, com o ator Jorge Lazzaris.

A Jota Eme Produções faz o espetáculo em homenagem a Gibran, para celebrar os seus 33 anos de existência. A peça fica em cartaz no Miniauditório de 27 a 29 de setembro, sexta e sábado, às 21h e domingo, às 19h.

Serviço
Homenagem a Gibran Khalil Gibran
De 27 a 29 de setembro, sexta e sábado, às 21h e domingo, às 19h
Glauco Flores de Sá Brito - Miniauditório
Classificação: Livre
Ingresso: INGRESSOS: R$ 30,00 (TRINTA REAIS).

À venda: http://www.ticketfacil.com.br/eventos/cctg-homenagem-gibran-khalil-gibran.aspx

CONTOS

Um convite para sonhar, CONTOS é o novo trabalho da Cia Ilimitada montado em parceria com a OABS (Orquestra à Base de Sopro de Curitiba). O trabalho teatral leva ao palco contos da tradição oral com música executada ao vivo pela Orquestra. A estreia foi no dia 14 de setembro, no Teatro José Maria Santos. A temporada segue até dia 29 de setembro, sempre aos sábados, às 20h e domingos, às 19h. Entrada gratuita. Embora a classificação seja livre, o trabalho é voltado mais para o público jovem, a partir de 10 anos, e adulto. Além das apresentações abertas, o projeto prevê 14 apresentações fechadas para público dirigido das escolas públicas e outras instituições.

A montagem reúne narrativas que fazem parte do imaginário universal, suscitam interesse, conflitos, perguntas, anseios permeados pelas complexidades da vida. São velhas histórias adaptadas que buscam instigar a imaginação e a reflexão. Como se faz para ser feliz? É a questão comum presente nas histórias escolhidas.

O projeto reúne um time de artistas do cenário teatral e da música com ampla trajetória na cidade. A direção é de Marcio Juliano, que também compõe o elenco e é o responsável pela dramaturgia. Além de Marcio, a equipe artística é formada por antigos e atuantes parceiros da Cia Ilimitada, como Sérgio Albach, regente da Orquestra à Base de Sopro, que assina a direção musical e o premiadíssimo iluminador Beto Bruel. As composições são de Davi Sartori, Gilson Fukushima e Albach. A assistência de direção e a preparação corporal é de Mônica Infante. O elenco, além dos 17 músicos da OABS, conta ainda com a atriz Glaucia Domingos e o ator Marcel Szymanski.

SERVIÇO:
Espetáculo teatral CONTOS com a Orquestra a Base de Sopro de Curitiba
De 14 a 29 de setembro, sábados, às 20h e domingos, às 19h
Teatro José Maria Santos (R. Treze de Maio, 655 - São Francisco) Telefone: 41 3324 8208
Classificação: 12 anos
Ingresso: gratuito
Duração: 60 minutos
Realização: Cia Ilimitada

GIBI

A CAIXA Cultural Curitiba e a Lamira Artes Cênicas apresentam, de 27 a 29 de setembro, o espetáculo “Gibi”. O projeto traz o fantástico mundo das histórias em quadrinhos de forma emocionante, criativa e lúdica, envolvendo teatro, dança, expressão corporal e circo. Os ingressos custam R$ 16 e R$ 8 (meia) e a bilheteria será doada para o Centro de Educação Infantil Vicentino Santa Luiza.

Quem nunca se viu encantado pelos gibis? Desde os nacionais, até os de super-heróis, praticamente todas as crianças e adultos já tiveram contato com as divertidas e animadas histórias em quadrinhos. Em “Gibi”, a companhia Lamira Artes Cênicas traz todo o encantamento dos gibis em um espetáculo único, com palhaços atuando, dançando e realizando performances circenses, muita música erudita e um cenário que remete às encantadoras páginas das revistinhas.

A história narra as aventuras de cinco palhaços adormecidos, que vão descobrindo, no Mundo das Histórias em Quadrinhos, a magia e o mote para as suas diversões. Eles manuseiam gibis em cena, em um cenário invadido em diversos momentos pela pequena trupe. Além da música erudita que compõe a trilha musical do espetáculo, os palhaços dançarinos também utilizam instrumentos ao vivo. “Gibi” é uma produção para todas as idades: enquanto as crianças se divertem com a magia do teatro e a originalidade do espetáculo, os pais também são conquistados pelas músicas e piadas apresentadas que brincam com o universo adulto. Tudo isso sem nenhum diálogo: apenas onomatopeias e a expressão corporal são usadas no palco.

O espetáculo faz com que as pessoas na plateia se sintam parte do que acontece em cena. As crianças acreditam no que é apresentado por ser a materialização de sua imaginação, de seus sonhos, além do hábito de ler, que é estimulado pela constante leitura dos gibis em cena. Um encantamento puro e inocente que relembra à infância tanto para aqueles que ainda têm o prazer de vive-la, quanto para os que já saíram dela.

Serviço
Dança: Gibi
Local: CAIXA Cultural Curitiba – Rua Conselheiro Laurindo, 280 – Centro
Data: de 27 a 29 de setembro
Horário: sexta às 19h, sábado às 16h e 18h e domingo às 17h
Ingressos: R$ 16 e R$ 8 (meia – conforme legislação e correntistas que pagarem com cartão de débito CAIXA). A compra pode ser feita com o cartão vale-cultura.
Bilheteria: (41) 2118-5111 (De terça a sábado das 12h às 20h. Domingo das 16h às 19h)
Classificação: Livre
Capacidade: 125 lugares (2 para cadeirantes)

MIL BESOS

Após residências e apresentações em Madrid, Santiago, Montevidéu e Londrina, o espetáculo Mil Besos retorna a Curitiba para uma curta temporada gratuita no recém-inaugurado Centro Cultural Sistema FIEP, na Rua Paula Gomes.

SINOPSE
Como se dança um exagero? Pode um corpo ser multidão? Como se dançam os beijos não dados? Como se dançam as palavras não ditas? Como se dança um idioma extinto? A partir de um material autoficcional e também estudos sobre o exagero e a monstruosidade Mil Besos é uma performance de um corpo bicha que tenta manter-se em pé com 3kg de papel craft na cabeça. Um corpo em busca de um estado de transbordamento. Mil Besos é parte de uma pesquisa que o artista brasileiro Gabriel Machado vem desenvolvendo nos últimos 10 anos sobre as transformações do corpo enquanto objeto virtual, a cibernética e a infiltração de tecnologias e recursos midiáticos no corpo humano. Low-tech e high-tech em busca do grotesco, do robótico, do inumado, do superhumano.

SERVIÇO
25 a 28 de setembro (quarta a sábado)
20h
Entrada Gratuita
Centro Cultural Sistema FIEP Unidade Dr. Celso Charuri - Rua Paula Gomes, 270, São Francisco.

Comentários

© 2018 Barulho Curitiba