MON inaugura duas exposições no Google Arts & Culture

Por - Barulho Curitiba

O Museu Oscar Niemeyer (MON) inaugura duas novas exposições virtuais, disponíveis na plataforma gratuita Google Arts & Culture, onde também podem ser acessadas outras 13 exposições realizadas pelo MON.

A primeira, “Fernando Velloso por ele mesmo”, em cartaz atualmente no MON, é uma homenagem aos 90 anos de vida do artista curitibano, que segue na ativa. A mostra tem curadoria de Maria José Justino e Fernando Bini. Nela, o público pode contemplar o seu primeiro trabalho premiado no tempo da Escola de Belas Artes, a produção influenciada por sua passagem por Paris, onde estudou com um dos maiores mestres do Cubismo, passando pelo despontar do apelo irresistível do Abstracionismo e a prolífica produção até as obras mais recentes.

Com mais de 70 anos de vida dedicados à arte, Fernando Velloso enriquece o acervo do MON com quatro obras de sua autoria. São elas: “Grande Composição em Azul”, “Evocação de Elementos Simbólicos”, “Totem da Floresta” e “Partida em Busca do Imaginário”. Elas estão presentes na mostra ao lado de dezenas de outras gentilmente emprestadas por colecionadores.

A segunda, “Do figurativo ao conceitual: uma viagem pela história da arte através das esculturas”, reúne as obras expostas na área externa do Museu. A mostra é um convite para conhecer alguns dos momentos históricos da arte – desde o estilo acadêmico a expressões modernas – através das esculturas expostas no lado externo do Museu Oscar Niemeyer, compreendendo o Pátio das Esculturas e os arredores.

GOOGLE ARTS & CULTURE - O MON ingressou na plataforma Google Arts & Culture em fevereiro de 2018, ao lado dos grandes museus do Brasil e do Mundo. Além das duas novidades, outras 13 exposições estão disponíveis virtualmente. São elas: “África, Mãe de Todos Nós”; “O que é Original?”, de Marcelo Conrado; “Declaração de Princípios”, de Geraldo Leão; “Luz ≅ Matéria”; “Ásia: a Terra, os Homens, os Deuses”; “Nos Pormenores um Universo – Centenário de Vilanova Artigas”; “Irmãos Campana”; “Não Está Claro até que a Noite Caia”, da artista Juliana Stein; “Circonjecturas”, do artista Rafael Silveira; “O Último Império”, de Serguei Maksimishin; “Man Ray em Paris”; “Antanas Sutkus: Um Olhar Livre” e “União Soviética Através das Câmeras”.

Lançado em 2011, o Google Arts & Culture tem parcerias com mais de 2 mil museus e instituições culturais em todo o mundo. O MON está entre os mais de 60 museus brasileiros desde fevereiro de 2018.

Serviço:www.museuoscarniemeyer.org.br

MON na plataforma Google Arts & Culture: g.co/contemporaryart

Comentários

© 2018 Barulho Curitiba