'Lute como uma garota'. Marca curitibana desembarca em Portugal

- Atualizado às 16:11
Por - Da Redação Bem Paraná com assessoria
(Foto: Divulgação/Assessoria de imprensa)

A Peita está invadindo a Europa. Em julho, a marca-protesto criada pela designer, Karina Gallon, desembarca em Portugal ao lado da Passeatta, empresa da brasileira Nathalia Clark, responsável pela produção e distribuição das camisetas ‘Lute como uma garota.’ do outro lado do Oceano Atlântico. A proposta é espalhar a mensagem e plantar sementes revolucionárias pelo continente europeu.

Passeatta tem tudo a ver com a marca curitibana, desde o nome, que nos remete às lutas populares travadas nas ruas até a visão de transformação social compartilhada entre as empreendedoras. “Estampar no peito valores que acreditamos vai muito além de reforçar nossa própria identidade. Somos seres de troca, afetamos e somos afetadas a todo momento. Tudo o que expressamos contagia as pessoas ao nosso redor. Verbalizar o que pensamos impacta mais do que imaginamos, há sempre alguém que precisa ouvir ou ler o que temos a dizer, mesmo que a gente não faça ideia disso”, ressalta Nathalia, que há seis anos vive em Portugal e desde 2018 comercializa camisetas, moletons e ecobags com frases sinceronas.

“Não se faz revolução sozinha, nos aliamos à Passeatta, outra marca com foco no protagonismo feminino e liderada por uma brasileira, que está fazendo uma frente muito importante em Portugal. Cada brasileira que for para as ruas da Europa levando a palavra do feminismo (em português do Brasil!), leva todas as brasileiras para somarem esforços com as feministas que já estão fazendo uma revolução por lá.”, explica Gallon sobre a parceira.

Assim como a marca-protesto, as peitas da Passeatta são confeccionadas com algodão 100% orgânico, com certificado OCS (Organic Content Standard), que garante procedência, rastreabilidade e integridade das matérias-primas durante todas as fases de fabricação. A Peita garante a qualidade das camisetas e assim como aqui no Brasil, o produto vai com mimos afrontosos. O site é passeatta.com .

Sobre a Peita

A Peita nasceu dia 8 de março de 2017 com a frase “Lute como uma garota” invadindo as ruas de Curitiba nas manifestações do Dia Internacional das Mulheres Trabalhadoras. O objetivo da marca-protesto é oferecer ferramentas de enfrentamento contra as opressões, que atravessam pessoas diversas de diferentes formas . A Peita cumpre com a missão de trazer os dizeres polêmicos do contexto das manifestações para o dia a dia, seja em camisetas, moletons, bolsas, bottons, ímãs, ecobags ou adesivos. A proposta é causar incômodo, tirar as pessoas da zona de conforto, gerando diálogos e embates sobre assuntos ainda espinhosos. Idealizado pela designer curitibana Karina Gallon, a maioria das estampas são parcerias com movimentos, instituições e projetos sociais, mulheres que estão na militância e/ou empresas que se comprometem com o combate às opressões. O lucro ou parte da produção é doada para financiar as causas.

Ssobre a Passeatta
A Passeatta nasceu em Lisboa, no final de 2018, idealizada com o propósito de dar voz às mulheres e espalhar suas mensagens pelas ruas do mundo todo. Assim, a Passeatta oferece peças de vestuário customizáveis, que estimulam as mulheres a expressarem seus valores através da roupa que vestem, inspirando reflexões e mudanças positivas ao seu redor. Toda a produção é pensada de forma a minimizar o impacto ao meio ambiente, por isso as peças são feitas em algodão orgânico certificado e o método de estamparia reduz à zero o desperdício de estoque. A marca tem coleções especiais para levantar fundos para projetos sociais sem custos para eles.

Comentários

© 2018 Barulho Curitiba