ID Jovem dá direito à meia-entrada e viagens interestaduais gratuitas. Saiba como se inscrever

- Atualizado às 18:12
Por - Redação Barulho Curitiba
(Foto: Carlos Borges/ Prefeitura de Gramado)

A Coordenação de Políticas Públicas para a Juventude da Secretaria de Justiça, Família e Trabalho (Sejuf) do Governo do Paraná é a responsável, no estado, pelo programa Identidade Jovem – ou simplesmente ID Jovem, como é popularmente conhecido. O documento, destinado a jovens de 15 a 29 anos, possibilita os benefícios de meia-entrada em eventos artístico-culturais e esportivos e também vagas gratuitas ou com desconto no sistema de transporte coletivo interestadual, conforme disposto no Decreto 8.537/2015. O benefício, aliás pode ser usufruído até mesmo por quem não é estudante.


O documento foi criado pelo Estatuto da Juventude e proporciona, entre outros benefícios, meia-entrada em cinemas, shows, teatros, jogos de futebol, e quaisquer outras programas da área cultural, como museus, parques naturais e outros. Prevê também a reserva de assentos duas viagens interestaduais com 100% de gratuidade, além de outros dois assentos com no mínimo 50% de gratuidade do valor da passagem de ônibus, trens e barcos, na classe convencional. O ID Jovem isenta o portador, ainda, do pagamento de inscrição em concursos públicos e vestibulares de universidades e institutos federais, bem como da taxa de inscrição no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

O que é?
A Identidade Jovem é um documento digital criado pelo Governo, com o intuito de garantir alguns benefícios a jovens de baixa renda. O documento faz parte da Lei da Juventude e deve ser aceito como tal. Alguns benefícios garantidos pela ID:

Meia entrada em cinemas, shows, teatros, jogos de futebol, e quaisquer outras áreas culturais, como museus, parques naturais, etc.
Reserva de assentos em viagens interestaduais, 2 assentos com 100% de gratuidade e 2 assentos com no mínimo 50% de gratuidade do valor da passagem, sendo válidos ônibus, trens e barcos de classe convencional.
Isenção em concursos públicos e vestibulares de universidades e institutos federais, assim como qualquer cidadão cadastrado no CadÚnico.

Quem tem direito?
A ID jovem é destinada a jovens de baixa renda que fazem parte do Cadastro Único, e que necessitam de auxílio para ter acesso a eventos culturais, esportivos e laser. Para ter direito é preciso cumprir as regras abaixo:

Ter entre 15 e 29 anos, sendo estudante ou não;

Estar inscritos no CadÚnico com NIS ativo e com informações atualizadas há pelo menos 2 anos

Possuir renda familiar de até 2 salários mínimos (R$1874,00)

Como fazer o cadastro?
O primeiro passo para quem deseja utilizar o benefício, e estar inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal – CadÚnico. Através do cadastro, os dados do jovem serão analisados pelo programa, e caso seja aprovado, será gerado um número de NIS que poderá ser usado pagar gerar sua ID Jovem posteriormente.

Este cadastro é feito no CRAS – Centro de Referência de Assistência Social de sua cidade. Este centro na maioria das vezes encontra-se na sede da prefeitura do município. Para o cadastro, é necessário levar todos os documentos pessoais dos integrantes da família, comprovante de endereço, comprovantes de renda e carteiras de trabalho dos trabalhadores.

O responsável pela família é quem deve fazer o cadastro no CRAS. Os documento necessários são:

RG
CPF
Título Eleitor
Certidão de Casamento
Comprovante de Residência
Carteiras de Trabalho CTPS
Atestados de matrícula escolar
Contratos de Aluguel
Vale lembrar que não é obrigatório ser estudante para ter direito ao benefício.


Como fazer?

Para ter acesso ao ID Jovem é preciso estar com as informações atualizadas no banco de dados do governo federal – o Cadastro Único. O responsável pela família é quem deve fazer o cadastro no CRAS mais próximo de sua residência. Basta apresentar os seguintes documentos: RG, CPF, Título Eleitor, Certidão de Casamento, Comprovante de Residência, Carteira de Trabalho e comprovante de residência. “Vale lembrar que não é obrigatório ser estudante para ter direito ao benefício”, informa o coordenador das Políticas Públicas para a Juventude da Sejuf, Luiz Guilherme Feltrin.


A identificação ID Jovem é válida por 180 dias. Ao final do período, a revalidação pode ser feita diretamente por meio do aplicativo ID Jovem 2.0 (disponível para Android e iOs) ou AQUI.

Ambas as plataformas garantem o acesso ao documento a partir da inserção dos dígitos do Número de Identificação Social (NIS). O NIS está disponível no Cartão Cidadão, no extrato do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) ou na Carteira de Trabalho.



Comentários

© 2018 Barulho Curitiba