Gin cai no gosto do curitibano

- Atualizado às 21:32
Por - Redação Bem Paraná
Bartender preparao um coquetel a base de gin: sofisticação
Bartender preparao um coquetel a base de gin: sofisticação (Foto: Franklin de Freitas)

Nos últimos meses, o Gin reapareceu com tudo nos cardápios das casas noturnas em Curitiba. A bebida, que nasceu para ser um remédio, serviu de inspiração até para a abertura de algumas casas temáticas da Capital, caso do Ginger Bar e do Ponto Gin.
Apesar de ser considerada uma das bebidas destiladas mais antigas fabricadas pelo homem, o Gin reapareceu nos cardápios de drinks de bares e restaurantes de todo o Brasil como a opção favorita para quem quer provar algo clássico, mas diferente.
Para entender o sucesso do Gin, é interessante explorar um pouco a sua origem e, principalmente, o como essa bebida foi desenvolvida. A primeira receita da bebida, criada no século XVII na Holanda, foi desenvolvida para ser uma formula alternativa aos medicamentos diuréticos, utilizados para tratar doenças renais. Seu ingrediente principal, o Zimbro, é uma fruta conhecida por seus benefícios ao sistema renal mas que, na forma de medicamento, não resultou em grandes vantagens para os pacientes.

A fórmula que é engarrafada e distribuída em todo o mundo leva, além do zimbro, algumas ervas e vegetais como milho, cevada, canela, centeio, coentro e cardamomo. A sofisticação é o motivo do sucesso do gin.
Apesar de ter sido uma bebida de grande sucesso na década de 80, o Gin caiu em ostracismo com a chegada dos anos 90 e 2000 e a busca por bebidas mais práticas e prontas para beber. O que trouxe esse clássico de volta para as prateleiras de todo o país – e também no mundo – foi exatamente a sua sofisticação, que fez com que a geração de 90 abandonasse a bebida.

Renomados chefs de cozinha europeus optavam por finalizar sua jornada de trabalho em dias muito quentes com uma grande taça de Gin Tônica com bastante gelo. Ao encontrarem a forma perfeita de saborear essa bebida, devolveram algumas receitas ao cardápio de drinks e o sucesso foi instantâneo.
Em Curitiba, o Ponto Gin tem drinks assinados bartenders da casa Vinícius Kodama, Ariel Todeschini e Ana Carolina Soares. Entre os novos coquetéis estão: “Copperhead”, do elemento Ar, feito com conhaque Osborne (destilado de uva envelhecido com carvalho), Jägermeister, mel, verjus, óleos cítricos e abacaxi; e “Seedbed”, também do elemento Ar, que vem com whiskey Jameson, sherry cream, xaropes de gergelim tostado e de gengibre que são produzidos na casa, além de limão e casca de laranja.

Em “Fogo” está “Great Work” feito com Osborne Brandy, Amázzoni em cacau, limão taiti, xarope de mel, twist de limão siciliano e água aromatizada em canela. Do elemento “Terra” uma das criações é “Ray Long” também com Osborne Brandy, cinzano rosso, angostura, absinto e casca de laranja e do elemento “Água” está “Rubedo” feito com Gin Seagram’s, mix de especiarias, allspice, xarope de morango, limão taiti, club soda e manjericão.

O Ginger é um bar-bistrô especializado em drinks e com um cardápio enxuto com sabores do mundo. O bar fica nos fundos de uma galeria e funciona como um “bar secreto” já que é preciso saber exatamente onde ele está, pois da rua não é possível visualiza-lo. Para entrar é preciso saber a senha da noite, que pode ser obtida pelo celular disponível na página da rede social Facebook.

A concepção do bar parte da figura de Ginger uma diva que viveu nos anos 1920 e 1930 no auge do glamour das grandes cidades dos Estados Unidos, Europa e América Latina. Ginger era uma mulher viajante que trabalhava como modelo e artista circense. Todo lugar por onde Ginger passava ela colecionava amores, lembranças e receitas
Ginger gostava de lugares glamurosos, mas não se deixava iludir pela alta sociedade. Para ela, o melhor estava no circuito underground onde ela acreditava haver a troca autêntica entre pessoas de diferentes culturas, identidades e classes sociais.

Estilos e sabores do gin

Clássico: é seco e com sabor predominante do zimbro. Apresenta toques cítricos e picantes.
Cítrico: seu sabor tem notas de laranja, tangerina, limão ou grapefruit.
Aromático: a presença das especiarias é bem forte. Pode ter notas de canela, coentro, cardamomo e noz-moscada.
Herbal: o forte dessa receita é o sabor de ervas como o tomilho, a hortelã, o alecrim e o manjericão.
Floral: desenvolvido com aromas de flores e frutos como a flor de uva verde, o cassis, a violeta e o jasmin.

Serviço
Ginger Bar
Endereço: Rua Saldanha Marinho, 1220
Telefone: (41) 99122-2327
Ponto Gin
Endereço: Rua Coronel Dulcídio, 739 – Batel | Hauer Shopping

Comentários

© 2018 Barulho Curitiba