Estudantes de Curitiba criam miniempresa focada na sustentabilidade

- Atualizado às 17:32
Por - Redação Barulho Curitiba com assessoria
Alunos do Colégio Marista Paranaense.
Alunos do Colégio Marista Paranaense. (Foto: Divulgação)

A sustentabilidade tem sido um dos assuntos mais pautados da atualidade. Jovens e adolescentes têm se envolvido cada vez mais com a causa para tentar garantir um futuro para as próximas gerações.

Por outro lado, de acordo com o estudo ‘‘Índices de Sustentabilidade: por que entrar?’’, de 2017, realizado pela BM&FBovespa, diminui a cada ano o número de empresas que se importam com a sustentabilidade e a aplicam. Segundo o estudo, se comparados os biênios 2011/2012 e 2016/2017, a queda foi de 20%.

Indo na contramão de dados como esse, alunos do Colégio Marista Paranaense, de Curitiba (PR), desenvolveram a miniempresa Quaternus. A criação, que faz parte do Programa Miniempresa, promovido mundialmente pela JA Worldwide, tem como objetivo auxiliar, de forma ecológica, a organização das pessoas, pautando-se sob o comprometimento com o meio ambiente por meio do uso de materiais que não agridam a natureza.

‘‘Nós sempre trabalhamos, com nossos alunos, assuntos que julgamos importantes não só para a vida acadêmica, como para a vida pessoal e profissional deles, como é o caso da sustentabilidade’’, disse a orientadora Pedagógica do Colégio Marista Paranaense, Roseana Reque Galastri. ‘‘Ficamos muito orgulhosos quando temos projetos como o da miniempresa Quaternus, que se importam com questões sérias e que precisam de atenção’’, afirmou.

O produto criado pelos estudantes é um planner, um tipo de agenda de planejamento pessoal, confeccionado artesanalmente com materiais sustentáveis de origem local, à base de couro vegetal, madeira reaproveitada e folhas de papel recicladas. ‘‘Escolhemos desenvolver um planner pelo fato de ser um produto extremamente útil, versátil e que alcança desde crianças até executivos’’, disse o estudante e presidente da miniempresa, Bruno Amaral Teixeira de Freitas.

Sobre o trabalho desenvolvido até o produto final, o aluno ainda destacou o caminho de produção. ‘‘Após semanas de veementes discussões, confecção de protótipos e implementação de melhorias, decidimos cair de cabeça no conceito de um organizador leve, elegante e sustentável. Também gostaríamos de ter uma forte pegada artística e curitibana, e foi o que fizemos’’, contou orgulhoso. ‘‘Foram meses de trabalho intenso, erros e acertos e, principalmente, de extrema determinação por parte de todos até chegarmos nos resultados finais’’, finalizou destacando a equipe.

Comentários

© 2018 Barulho Curitiba