Estudantes de Curitiba cobram desconto em mensalidades; Procon fala em negociar

- Atualizado às 19:49
Por - Josianne Ritz, Barulho Curitiba
(Foto: Hedeson Alves/AN-PR)

Os estudantes de universidades particulares de todo o País iniciaram na internet um movimento para que as entidades reduzam ou suspendam a cobrança de mensalidades durante o período da pandemia do coronavírus. Existe até um site já recolhendo assinaturas. Em Curitiba, a maioria das universidades particulares está disponibilizando aulas online durante o recesso, mas, segundo muitos alunos, não suprem o conteúdo presencial.

Tanto que o Diretório Central dos Estudantes (DCE) da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR) publicou nota nesta semana onde, junto com os centros acadêmicos, pede desconto proporcional ao período em que os estudantes não utilizarão laboratórios e equipamentos da universidade e não cobrança de juros nos casos de atrasos no período de isolamento. 

A diretora do Procon-PR, Cláudia Silvano, lembra que no caso de universidades, escolas, academias, cursos livres, sempre é possível negociar. "Tudo é negociável, mas precisamos entender que essa pandemia é um acontecimento totalmente atípico. O confronto é a pior alternativa no meio desse problema. Nestes casos, fornecedores e consumidores sempre têm que abrir mão de alguma coisa", diz ela. "Numa academia, por exemplo, é possível criar um banco de horas. Muitas escolas e universidades estão oferecendo aulas online. É preciso ver ser se o conteúdo garante a aprendizagem da mesma maneira". 

Ainda não há nenhuma orientação do Sindicato de Escolas Particulares do Paraná (Sinepe) sobre a negociação dos valores de mensalidades. 

Públicas

Estão suspensas a partir da próxima segunda-feira (30) todas as atividades de ensino na graduação e pós-graduação dos 13 câmpus da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR). A decisão da Reitoria ocorre após entendimento conjunto das pró-reitorias de Graduação e Educação Profissional (Prograd) e de Pesquisa e Pós-Graduação (PROPPG) com as respectivas áreas dos câmpus, com as dificuldades encontradas com a pandemia do coronavírus. A suspensão será por tempo indeterminado e abrange, inclusive, as atividades que estavam sendo realizadas de forma remota.

Comentários

© 2018 Barulho Curitiba