Entrevista: Titãs revive clima do clássico álbum em show na Ópera de Arame

- Atualizado às 19:58
Por - Henrique Romanine
Sergio Britto, Branco Mello e Tony Bellotto.
Sergio Britto, Branco Mello e Tony Bellotto. (Foto: Divulgação)

Formato tão incensado quanto criticado, o Acústico MTV foi responsável por fortalecer e/ou renovar a carreira de muitos artistas brasileiros. Um dos mais famosos é o projeto dos Titãs, realizado em 1997 e que resultou no disco mais vendido da carreira da banda. Por ser um trabalho bastante querido pelo público, o grupo resolveu ceder aos apelos dos fãs e admiradores e retomar a turnê, que realiza única apresentação em Curitiba neste sábado (29), no palco da Ópera de Arame.

Mas engana-se quem pensa que o novo show será uma mera cópia do anterior. Branco Mello, em conversa com o Bem Paraná, revela qual o diferencial desta retomada do acústico. "O público pedia muito uma turnê do disco, e nós vimos que dava para fazer uma releitura diferente. Algo mais minimalista, com uma intimidade maior com o público, com a gente contando histórias e algumas passagens vivenciadas pela banda, além de releituras de músicas que não foram compostas antes do lançamento do projeto."

Algo que deve despertar curiosidade é a forma como as canções do acústico serão apresentadas na nova turnê. Segundo Branco, a essência permanecerá a mesma, com algumas poucas mudanças. "Algumas músicas ficaram bem próximas ao arranjo original, como Go Back, que remete diretamente à época do próprio Acústico MTV, e O Pulso, que ficou com uma leitura incrível. Mas tem outras canções que não estavam no álbum e ficaram bem diferentes: Sonífera Ilha, É Preciso Saber Viver...Além de outras que marcaram pelo ineditismo, como Miséria, que não tocávamos já há algum tempo e que nos surpreendeu também".

Após vários momentos de ruptura (dos nove integrantes originais, restaram apenas três: Branco, Tony Bellotto e Sergio Britto, além de músicos eventualmente convidados), a questão que não quer calar é: como os Titãs mantém a febre criativa, no sentido de continuar a renovar o som da banda? "Essa febre sempre existiu, desde o início do grupo. É a nossa essência, nossa própria natureza. Isso nos mantém juntos até hoje, mesmo com todos os percalços, essa vontade de continuar sendo criativo, se metamorfoseando. Não nos interessa apenas revisitar o que já fizemos, mas sim construirmos bases para continuar a evoluir enquanto banda."

Titãs realizam turnê especial do Acústico MTV

Novos projetos

Elogiados pela constante mudança sonora e pelo espírito de renovação, já houve época em que os Titãs foram acusados de "romantizar" o som do grupo, principalmente após o Acústico MTV. Com três turnês andando paralelamente (além da retomada do projeto acústico, eles devem continuar a divulgar a ópera-rock Doze Flores Amarelas, além de estrear em breve o espetáculo Enquanto Houver Sol, mix de sucessos de todas as fases da banda, com um viés elétrico), esses projetos seriam uma resposta a quem tentou rotular os Titãs? Branco diz que isso não confere. "Não é uma resposta. Nossa trajetória está caminhando para quase 40 anos de estrada, as coisas mudam, evoluem e retornam num período tão grande como esse. Existe toda uma linguagem soft no Titãs, assim como existe a linguagem mais pesada. Nós continuamos aqui para surpreender, mas é difícil rotular."

E em meio a uma trajetória tão longa, existem aqueles trabalhos mais marcantes, e que podem angariar uma nova leva de fãs. Questionado sobre quais trabalhos dos Titãs marcaram época e podem servir como uma espécie de "cartão de visitas", Branco relutou, mas respondeu: "Não temos um único perfil, mudamos muito com o passar do tempo. Mas os trabalhos que eu considero mais importantes são o Cabeça Dinossauro (1986), Jesus Não Tem Dentes no País dos Banguelas (1987), Ô Blesq Blom (1989), Titanomaquia (1993), o próprio Acústico MTV (1997), que nos popularizou, e por último, mas não menos importante, o Nheengatu (2014). Tivemos uma virada nos últimos tempos, que foi a elaboração de Doze Flores Amarelas (2018), que é um trabalho essencial para quem não conhece os Titãs, observar o grupo por outro prisma."

E finalizando a conversa, citamos o fato de que Ô Blésq Blom (considerado um dos álbuns mais bem gravados da história da música brasileira), completará 20 anos no segundo semestre. Existe algum projeto para comemorar a data? "É um disco em que misturamos o rock com música brasileira, nordestina, tem um flerte com a música eletrônica. Um trabalho que nos orgulha muito. Não há nenhum foco em vista sobre isso (a comemoração), mas boa a ideia, vou anotar (risos)."

Escute o álbum 'Acústico MTV' na íntegra

SERVIÇO:
TITÃS – Trio Acústico 
Quando: 29 de junho de 2019 (Sábado)
Local: Ópera de Arame (R. João Gava, s/n) 
Horários: Abertura do teatro: 20h30 /Início do espetáculo Kadu Lambach Trio: 20h30/ Titãs: 21h30
Duração do show: 
cerca de 90min
Ingressos: 
valores variam de R$90,00 (meia-entrada) a R$260,00 (inteira), de acordo com o setor. 
Plateia Vip - R$260,00 (inteira) e R$135,00 (meia-entrada);
Plateia Azul - R$230,00 (inteira) e R$120,00 (meia-entrada);
Plateia Amarela - R$200,00(inteira) e R$105,00 (meia-entrada);
Plateia Rosa - R$170,00(inteira) e R$90,00 (meia-entrada). 
A meia-entrada é para estudantes, maiores de 60 anos, professores, doadores de sangue, portadores de necessidades especiais (PNE) e de câncer. Clube Prime possui 50% de desconto na compra de até dois bilhetes por titular. Portadores do cartão fidelidade Disk Ingressos possuem 30% de desconto na compra de até dois bilhetes por titular.  

Descontos não cumulativos com outras promoções ou descontos.
 
****Já está incluso o valor de R$10,00 de acréscimo por bilhete referente à taxa de administração Disk Ingressos. 
 

É obrigatória a apresentação do documento previsto em lei que comprove a condição do beneficiário, na compra do ingresso e na entrada do teatro. 
Forma de Pagamento: Dinheiros e cartões de crédito/débito Visa e Mastercard.
Pontos de Venda: Disk Ingressos (Loja Palladium - de segunda a sexta, das 11h às 23h, aos sábados, das 10h às 22h, e aos domingos, das 14h às 20h, -  e quiosques instalados nos shoppings Mueller e Estação de segunda a sábado, das 10h às 22h, e aos domingos, das 14h às 20h)Call-center Disk Ingressos (41) 33150808 (de segunda a sexta, das 9h às 22h, e aos domingos, das 9h às 18h), na bilheteria do teatro Positivo (de segunda a sexta, das 9h às 21h, e aos sábados, das 9h às 18h), na bilheteria
 do teatro Guaíra (de terça a sábado, das 12h às 21h)  e pelo portal www.diskingressos.com.br.
**Entrega em domicílio com taxa de entrega.
Classificação etária: Livre
Informações p/ o público: (41) 33150808 / www.maisumadaprime.com.br
Realização:  Prime 

Comentários

© 2018 Barulho Curitiba