Dinheiro com cheiro de maconha desencadeia operação com três presos em Curitiba

- Atualizado às 11:21
Por - Redação Bem Paraná
(Foto: Arquivo Bem Paraná)

Acontece neste sábado (25)  no Rio de Janeiro, São Paulo e Curitiba a operação policial "Shark Attack". Quem comanda a operação são os policiais civis da 19ª Distrito Policial da cidade do Rio de Janeiro, mas os policiais de Ribeirão Preto e Curitiba auxiliam. A investigação começou com um depósito bancário de R$ 99. 600 em notas que tinham cheiro de maconha em janeiro deste ano.  Ao todo, foram expedidos pela Justiça oito mandados de prisão e outros seis de busca e apreensão. Até as 10 horas, cinco pessoas tinham sido presas, sendo três delas em Curitiba. 

Como o cheiro da maconha era forte, a polícia foi chamada e prendeu um rapaz chamado Tubarão e outro chamado João Victor. Eles foram soltos, mas a polícia carioca começou a rastrear o dinheiro que revelou um esquema de lavagem de dinheiro do tráfico de drogas por empresas fantamas. 

“Esta é uma primeira fase de uma operação que começou há três meses e tem como objetivo atacar o esquema financeiro das quadrilhas. Do Morro do Borel descobrirmos um esquema grande envolvendo empresas fictícias em outros estados”, explicou a delegada Cristiana Bento, titular da 19ª DP (Tijuca), em entrevista ao G1.

Comentários

© 2018 Barulho Curitiba