Dez programas culturais para comemorar a Consciência Negra em Curitiba

Hoje tem show na Caixa Cultural: no sábado haverá Marcha do Orgulho Crespo, festival e break, além de exposições

A preta música de Ellen Oléria e o grupo OQuadro

A Caixa Cultural Curitiba apresenta na Semana da Consciência Negra, entre hoje e 22 de novembro, o show Preta Música, que reúne a cantora Ellen Oléria e o grupo de rap OQuadro num breve panorama da música negra feita no Brasil em suas várias vertentes. O roteiro do espetáculo aborda os avanços contra o racismo e a celebração da igualdade. O repertório revisita clássicos de grandes artistas brasileiros, indo de Cassiano a Racionais MCs, de Sandra de Sá a Carlinhos Brown, de Gilberto Gil a Jorge Benjor e passando também por canções de OQuadro e Ellen. Serão quatro apresentações: quarta e quinta, às 20h; e sexta às 19 horas e 21 horas. Com mais de uma década de estrada, a banda OQuadro, fundada em Ilhéus (BA), representa uma vertente do RAP que busca inovações sonoras a partir do diálogo com outros estilos musicais e movimentos culturais. Já a cantora brasiliense Ellen Oléria é conhecida pelo público brasileiro por seu timbre cintilante, afinação e repertório brasileiríssimo. Ingressos a R$30 e R$15 (meia – conforme legislação e correntistas que pagarem com cartão de débito CAIXA). A compra pode ser feita com o cartão vale-cultura. Bilheteria: (41) 2118-5111 (De terça a sábado das 12h às 20h. Domingo das 16h às 19h).



Marcha do Orgulho Crespo e Festival no Centro da cidade

Um dos movimentos nacionais mais expressivos pela valorização do negro acontecerá em Curitiba no próximo sábado (23) – a Marcha do Orgulho Crespo. A marcha busca a valorização da identidade e da ancestralidade negra, a representatividade, a autoestima, a livre expressão do cabelo natural e o empoderamento da mulher negra na sociedade. Junto acontecerá o Festival da Consciência Negra de Curitiba, com vários shows e apresentações, com artistas negros de Curitiba. A Marcha propriamente dita começa às 14 horas saindo da Praça Santos Andrade, passando pela Rua XV de Novembro, Praça Tiradentes e finalizando no Largo da Ordem. O encerramento da Marcha do Orgulho Crespo em Curitiba será no Largo da Ordem, nas Ruínas de São Francisco, onde os shows começam às 13 horas e vão até as 20 horas.


Visita guiada: Personalidades Negras e os Clubes Operários de Curitiba

Personalidades Negras e os Clubes Operários de Curitiba é o tema da próxima visita guiada temática ao Cemitério Municipal São Francisco de Paula, no São Francisco. A programação, em parceria com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), acontece no próximo sábado (23/11), das 9h às 12h. As inscrições podem ser feitas por meio de um formulário na internet. A participação é gratuita e será confirmada pelo Iphan após o preenchimento e envio do formulário. São 60 vagas disponíveis. A visita tem três horas de duração e começa às 9h. O roteiro, proposto pela diretora do Departamento de Serviços Especiais e pesquisadora Clarissa Grassi, vai mostrar ao público a relevância de personalidades negras para a capital. Entre os destaques está Vicente Moreira de Freitas, escravo que conseguiu a liberdade enquanto construía a Catedral de Curitiba. Quem quiser saber mais sobre o assunto pode visitar a exposição Clubes Sociais Negros do Paraná, promovida pelo Iphan até 30 de novembro na Casa Domingos Nascimento Sobrinho, sede do instituto no Paraná (Rua José de Alencar, 1808, Juvevê). Inscrições pelo formulário: http://bit.ly/visitacemiterio2311.


Exposição sobre holocausto e negros na Biblioteca

Após passar pelo Rio Grande do Sul e Santa Catarina, a exposição “Nossa Luta – A perseguição aos negros durante o Holocausto” segue para Curitiba, com entrada gratuita. Até o dia 29 de novembro, em comemoração ao Mês da Consciência Negra, ela permanece na Biblioteca Pública do Paraná. Eventos de suporte também serão realizados nestas semanas.Composto por 23 painéis e duas vitrines, o projeto apresenta um panorama histórico da discriminação nazista aos afro-germânicos, com biografia de vítimas e objetos originais da época, para aproximar os visitantes de uma discussão contemporânea e bem brasileira. O Museu do Holocausto de Curitiba promove a iniciativa, em conjunto com a Biblioteca Pública do Paraná, a Defensoria Pública Da União em Curitiba, a Defensoria Pública do Estado do Paraná, a Comissão da Verdade da Escravidão Negra (OAB Paraná), a Clínica de Direitos Humanos da PUCPR, o Centro Cultural Humaita e o projeto AfroCuritiba, da UFPR (Universidade Federal do Paraná).



Mostra Cordilheira no MIS

Hoje e no dia 27, haverá filmes seguidos de bate-papo na ‘Mostra Cordilheira’, que apresenta produções de realizadoras e realizadores negros ao longo da história do cinema. A atividade no Museu da Imagem e Som (MIS) é uma parceria com a equipe da Mostra de Cinema Negro Brasileiro de Curitiba e também integra o Mês da Consciência Negra da Secretaria de Estado da Comunicação Social e da Cultura.



Videoclipes de Rap paranaense

No dia 29 de novembro, das 19h às 22h, o MIS também promove a ‘1ª Mostra de videoclipes paranaenses de Rap’ com a exibição de videoclipes de grupos/artistas solo de rap paranaenses seguida de um bate-papo com os músicos e a equipe de produção.


Música, dança e grafite em uma kombi

Com uma Kombi cheia de equipamentos de som e mixagem, o grupo de break Flying Boys Crew cria uma festa itinerante com música, dança e grafite. Bboys, bgirls, MCs e grafiteiros se reúnem com o propósito de voltar às origens do hip-hop, incentivar a autonomia e a produção cultural por onde passam. Essa é a proposta da intervenção Kingston Kombi (foto) no dia 23 de novembro, das 14h às 18h – durante o dia, parte do muro do museu ganhará um grafite dedicado ao aniversário da instituição.


Oficinas livres no MON

O Museu Oscar Niemeyer (MON) promove três oficinas livres que abordam aspectos artísticos da cultura negra. Hoje, das 11h às 14h30, a equipe do Educativo ministra a oficina “As cores que formam o mundo” com a técnica de pintura em acrílico; em seguida, a artista têxtil Claudia Lara conduz a oficina “Estandarte para a lua” com técnica mista sobre tecido, às 15h. No mesmo dia, às 16h30, tem visita mediada pela exposição “África, mãe de todos nós”. No dia 24, o Educativo do MON promove outra oficina, dessa vez de “Máscaras Africanas” com modelagem em argila, das 11h às 17h.


Apresentação ‘Ecoam nossos Tambores’

Outra atividade programada para hoje, às 19 horas, é a apresentação musical “Ecoam nossos tambores”, com Daniel Monteles, no Museu Paranaense. Já no dia 26, os pesquisadores Cristiano de Jesus e Lairisse Daniele de Araújo Costa participam da mesa-redonda “Arqueologia dos grupos invisibilizados: potenciais e desafios”, também às 19 horas.


Exposições e conversas nas Casas de Leitura

No mês dedicado à celebração da Consciência Negra, as Casas da Leitura da Fundação Cultural nas regionais Tatuquara e Bairro Novo prepararam para novembro várias atividades sobre promoção da pessoa negra por meio da literatura. A programação abrange a oferta de livros e textos em varais e expositores temáticos, mostra fotográfica, exibição de filmes, debates, rodas de leitura e contação de histórias. Também tem exposição de livros infantis com protagonistas negros.

Comentários

© 2018 Barulho Curitiba