Dave Grohl, 50 anos: confira as vinte melhores gravações do Foo Fighters

- Atualizado às 18:51
Por - Henrique Romanine
(Foto: Divulgação)

Ex-baterista do Nirvana, frontman e guitarrista do Foo Fighters e integrante de, pelo menos, outras nove bandas. Além de ostentar o título de "cara mais legal do rock". Este ser incansável, que atende pelo nome de Dave Grohl, é o aniversariante da semana (ele completou 50 anos em 14 de janeiro). É praticamente impossível negar que Grohl é um dos nomes mais importantes no cenário musical, nos últimos 30 anos.


E, para não deixar a data passar em branco, segue aqui mais uma lista, desta vez com as melhores gravações do Foo Fighters (com base no site Rate Your Music). Uma homenagem que acabou por não ser tão óbvia, pois dentre os inúmeros sons lançados por Grohl à frente do FF, existe muita coisa desconhecida/despercebida pelos entusiastas e fãs.
E que venham mais 50 anos (e outros inúmeros bons singles), para fazer a alegria dos nossos dias!

 

20ª) Baker Street


B-side, lançado em uma edição especial do clássico álbum The Colour and the Shape, é cover de uma famosa canção dos anos 70.

 

19ª) Walking After You


Grande balada do The Colour and the Shape, foi trilha de  "Arquivo-X - O Filme".

 

18ª) Exhausted


Última faixa do primeiro (e homônimo) álbum do Foo Fighters.

 

17ª) Low


"One By One", quarto álbum de estúdio do FF, é do tipo  "ame-o" ou "deixe-o". Mas Low desponta como uma das canções do trabalho que os fãs mais gostam.

 

16ª) Alone + Easy Target


Pouca gente sabe, mas essa foi a primeira canção do Foo Fighters que Dave apresentou para Kurt Cobain (quando o Foo não existia nem em pensamento e o Nirvana estava à toda).

 

15ª) Learn To Fly


Primeiro single de "There Is Nothing Left To Lose", terceiro álbum dos Foo's. Seu clipe é considerado um dos melhores da carreira do grupo.

 

14ª) My Hero


Mega-hit do "The Colour and the Shape", e uma das músicas mais pedidas nos shows do grupo. 

 

13ª) Arlandria


Um dos hits de destaque de "Wasting Light", o melhor trabalho do Foo nesta década (e quiçá, da carreira). O tipo de canção do qual é impossível ficar indiferente.

 

12ª) Monkey Wrench


Mais um clássico do "The Colour", e que mostra toda a energia e frescor de Dave Grohl como frontman.

 

11ª) I Am A River


Faixa que encerra com chave de ouro o álbum "Sonic Highways". É a minha preferida do disco e, apesar dos seus sete minutos de duração, é o tipo de canção perfeita para você cantar a plenos pulmões em um show da banda. 

 

10ª) This Is A Call


Ainda um tanto preso às suas heranças do grunge, mas já com um pé no futuro, Dave escolheu a canção certa para abrir o primeiro álbum de estúdio do Foo. 

 

09ª) Bridge Burning


Primeira faixa do "Wasting Light", e que já dava o tom apoteótico do álbum. 

 

08ª) I'll Stick Around


Da série de "canções para bater cabeça". Outra do álbum de estreia do Foo, carregada de nostalgia e energia.

 

07ª) Big Me


Para quem acompanha o Foo desde o início, é fácil escutar essa e lembrar do hilário clipe. Música nada menos que meiga.

 

06ª) Down In The Park


Outra faixa inédita, lançada na edição especial de 10 anos do "The Colour and the Shape".

 

05ª) Fraternity


Faixa-bônus de "There Is Nothing", que foi lançada em uma edição especial do álbum. Música noventista por excelência.

 

04ª) Skin and Bones - Live


B-side de "In Your Honor", quinto álbum de estúdio do Foo, e que deu nome ao álbum acústico lançado em 2006 (e que muitos fãs detestam).

 

03ª) Everlong


Talvez, o maior hit dentre os inúmeros hits do Foo. Arrisco dizer que foi o single responsável por afastar, definitivamente, Dave Grohl da imagem do Nirvana.

 

02ª) Make a Bet


Faixa que integrou a trilha sonora do filme Out Cold (na tradução: Ardendo no Frio), de 2001.

 

01ª) Razor - Live


"In Your Honor" era um álbum dividido em duas partes, com uma delas sendo acústica, o que gerou o trabalho seguinte do Foo, "Skin and Bones" Apesar de dividir opiniões, esse registro ao vivo das canções de "In Your Honor" agradou a grande maioria dos fãs, tanto que Razor ocupa o topo do ranking das melhores gravações da banda.

Comentários

© 2018 Barulho Curitiba