Conheça o projeto "Pipocas de Histórias" que anima crianças no Hospital Pequeno Príncipe

- Atualizado às 15:11
Por - Maite Ritz
(Foto: Lucas Amorim)

O projeto Pipocas de Histórias – Teatro de Papel, viabilizado pela Lei Rouanet, é um projeto continuado, que chega à sua quarta edição com a delicadeza de uma dramaturgia sensível, surpreendendo os sentidos do público com o microuniverso dos personagens de papel. Serão 48 performances cênicas de contação de história, percorrendo diversos ambientes do Hospital Pequeno Príncipe ao longo do segundo semestre de 2018.

 

As atividades do projeto têm como objetivo provocar interações e ativar espaços de convívio por meio de apresentações teatrais itinerantes, que têm como tema histórias da tradição oral brasileira, com ênfase em fábulas e “causos” populares. São histórias que reúnem a riqueza literária das narrativas formadoras do nosso povo e contribuem para nutrir, despertar, valorizar e exercitar o imaginário infantil, abrindo possibilidade para que as crianças atendidas pela instituição possam acessar suas próprias histórias mais preciosas.

 

As performances cênicas, realizadas pelo grupo teatral Malasartes Educação Sensível, já foram vistas por mais de 800 pessoas desde outubro de 2018. Luís Carlos Teixeira, coordenador do projeto, explica que “a proposta dessas performances é trazer histórias tradicionais, contos e causos populares em uma linguagem que possibilite uma interação com a criança, para que ela se sinta dentro da proposta e assuma personagens. O projeto agrega um diferencial a esse período tão difícil das crianças, trabalhamos como uma via que é a da expressão, da transformação por outro canal, o da arte”.

 

O projeto acontece todas as quintas-feiras em diversos ambientes do Hospital Pequeno Príncipe, das 9h às 11h e das 14h às 15h, até dia 18 de abril de 2019. Além das performances cênicas, Pipocas de Histórias – Teatro de Papel conta com um catálogo apresentando a trajetória das ações e uma das histórias do repertório apresentado nas performances.

 

Pipocas de Histórias – Teatro de Papel, viabilizado pela Lei Rouanet, tem patrocínio de: Durlicouros, Vinci Partners, Lojas Millium, Schattdecor, Herbarium, Abase, Disam, Aços Continente, Deal Sistemas, Demobile,  CHD's do Brasil, Zanotti, ACSOCentral de Serviços de Aço, Nórdica Veículos, Sollo Sul, Vianmaq, TopData, Fagundez Distribuição, Delta Cable, Amann Gurbach, Matel. 

 

Comentários

© 2018 Barulho Curitiba