Conheça as histórias dos curitibanos que colecionam brindes do McLanche Feliz

- Atualizado às 23:36
Por - Barulho Curitiba
(Foto: Divulgação)



Um dos carros-chefes do McDonald’s em todo o mundo, o McLanche Feliz, completa 40 anos em 2019 – mesmo tempo em que a marca está no Brasil – e sempre foi sinônimo de brinquedos divertidos. Em Curitiba, no Paraná, a paixão pelos brinquedos não foi diferente e três jovens adultos podem provar pois, juntos, possuem um acervo de mais de mil personagens. Um deles é o jornalista cultural Flávio Jayme que afirma guardar muitos desses itens ainda, especialmente os que são ligados a filmes ou animações. Ele diz que uma das coleções que mais gostou foi a dos personagens da Pixar ou ainda de animações clássicas como The Flintstones e Looney Tunes.


“Lembro quando lançaram a primeira coleção de Super Mario. Na época eu tinha um escritório no Centro de Curitiba, próximo à Praça Osório e ao McDonald’s mais antigo do Estado. Fiquei sabendo do lançamento da coleção alguns dias antes e me planejei para não ficar sem o meu, então mandei dois funcionários, que também queriam os brinquedos, saírem mais cedo para o almoço para garantir. Quando cheguei, a fila estava enorme e, sinceramente, pouquíssimas eram as crianças esperando para comprar seu combo”, relembra.


Jayme ainda diz que costuma comprar McLanche Feliz quando os brinquedos são de pelúcia ou pano porque assim pode compartilhar com um de seus melhores amigos: Junior, seu cão da raça Yorkshire. “Quando os itens são desses materiais, como os Angry Birds ou Cut the Rope, posso brincar com meu cachorro porque sei que são macios, resistentes e duram muito mais que brinquedos feitos para animais. Não é raro eu levar amigos e família para o McDonald’s comigo quando quero completar uma coleção, pois dessa forma faço cada um comprar um e me dar os personagens”, declara.


Os outros dois colecionadores, Rocky Santos e Bruno Krymse, são amigos desde o ensino fundamental e compartilham do mesmo afeto pelo produto da marca. Santos conta que seu maior incentivo para tirar 10 na escola era o McLanche Feliz que os pais prometiam. “Lembro que quando minha mãe via a nota máxima no boletim, era de praxe sairmos à noite para comemorarmos no McDonald’s, comer a refeição e ganhar um brinquedo especial. Hoje tenho 32 anos e ainda uso essa lembrança como sinônimo de comemoração, inclusive levando a Manuela, minha afilhada, para celebrar coisas boas do mesmo jeito. Ela já é uma minicolecionadora”, confessa.
Krymse relembra uma história divertida que viveu com o amigo na 3ª série. “Era aniversário do Rocky e iríamos todos comer no Mcdonald’s depois. Porém, começou a cair um típico temporal curitibano. Ele ligou para a mãe e lamentou a situação, que pouco tempo depois chegou com trinta ‘McLanches Felizes’ na sala de aula e disse que deveríamos fazer a festa lá mesmo. Foi incrível!”, enaltece. Krymse guarda grande parte da coleção de brinquedos e era tão fã da marca que ganhou a carteirinha de membro do Clube do Ronald McDonald, no restaurante localizado no Batel, na capital da cidade.

Comentários

© 2018 Barulho Curitiba