Casa Eliseu Voronkoff já começa 2020 inventando arte. Veja a programação

- Atualizado às 08:56
Por - Redação Bem Paraná com assessoria
(Foto: Divulgação)

Dessa vez, em parceria com o Cineclube Gengibirra, vai realizar simultaneamente a temporada de um espetáculo e uma Mostra de Filmes. Essa talvez seja a primeira vez que Araucária abriga a temporada de uma peça de teatro.

Aquilo que Já Não Posso Mais Calar é o nome dessa dupla jornada, nome da peça que é resultado do trabalho do Núcleo de Pesquisa Teatral da Casa, e que o Cineclube pega emprestado para a Mostra.

Na peça, as atrizes e o ator escolheram temas que lhes eram importantes, e a partir deles as cenas foram sendo criadas e organizadas. O espetáculo fala de Convívio Social, Liberdade, Feminismo e Relacionamentos. A Mostra de filmes Aquilo Que Já Não Posso Mais Calar será composta por filmes com essas mesmas temáticas, e os debates após as sessões serão mediados pelos atores do espetáculo. Será uma experiência única a de assistir a peça, um filme que tem um tema semelhante, e conversar com um ator ou atriz sobre esse assunto!

A Mostra acontecerá nos dias 24 e 31 de janeiro, e 7 e 14 de fevereiro, às 19 h, enquanto as apresentações do espetáculo serão nos dias 25 de janeiro e 1, 8 e 15 de fevereiro, às 20 h.

A entrada na Mostra de Filmes é gratuita e os ingressos para o espetáculo custam R$ 20,00 e R$ 10,00, e já estão disponíveis no site. Poderão também ser adquiridos diretamente na Casa Eliseu Voronkoff a partir de 20 de janeiro. A Casa fica na Rua Julieta Vidal Ozório, 413,  Centro de Araucária, Região Metropolitana de Curitiba.

 

Site: www.casaeliseuvoronkoff.com.br/eventos

Serviço:

24/01 - Cineclube Gengibirra - Capitão Fantástico, 19h

25/01 - Aquilo Que Já Não Posso Mais Calar, 20h

31/01 - Cineclube Gengibirra - Frida, 19h

01/02 - Aquilo Que Já Não Posso Mais Calar, 20h

07/02 - Cineclube Gengibirra - Antes do Amanhecer, 19h

08/02 - Aquilo Que Já Não Posso Mais Calar, 20h

14/02 - Cineclube Gengibirra - Thelma e Louise, 19h

15/02 - Aquilo Que Já Não Posso Mais Calar, 20h

Comentários

© 2018 Barulho Curitiba