Bicicleta geradora, pilha humana, espelhos sonoros: Ciência Móvel chega a Curitiba. Saiba tudo

- Atualizado às 21:25
Por - Redação Barulho Curitiba
(Foto: Franklin de Freitas)

A Ciência vai invadir as ruas de Curitiba para comemorar os 20 anos de atuação da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) no Paraná e os 10 anos da inauguração do Instituto Carlos Chagas (ICC/ Fiocruz Paraná), unidade técnico-científica da entidade no estado. Em parceria com o Instituto de Biologia Molecular do Paraná (IBMP) e com a Fundação Cultural de Curitiba, a cidade recebe, pela primeira vez, o projeto Ciência Móvel, do Museu da Vida da Fiocruz. Estacionado no Portão Cultural (MuMA), o caminhão da iniciativa vai oferecer, entre dias 6 e 9, para a comunidade e alunos de escolas públicas e privadas – cerca de 3.400 alunos de escolas agendadas previamente –, ações de divulgação científica que criam um espaço interativo de descoberta, reflexão e encantamento pela ciência. O evento ainda vai abrigar ações que apresentarão a história e as contribuições do trabalho desenvolvido pelo ICC e pelo IBMP para a saúde pública regional e nacional. Uma solenidade, marcada para sexta-feira, dia 09, e realizada no Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar), campus da Fiocruz em Curitiba, encerra a programação da semana comemorativa.

Bicicleta geradora, pilha humana, espelhos sonoros, tubos musicais e experimentos relacionados à ilusão de ótica e à biologia são algumas das atrações que serão oferecidas pelo Ciência Móvel. Já o ICC e IBMP disponibilizarão jogos e atividades lúdicas associadas à prevenção de doenças causadas pelo Aedes aegypti, leishmaniose, células-tronco, parasitos e história do sequenciamento do DNA, entre outros. Os mais curiosos ainda poderão observar uma célula em um microscópio, tirar dúvidas e interagir com cientistas.

Na programação também está incluída a exposição “A ciência caiu na tinta”, do artista Itamar Crispim, que estará no Portão Cultural. A mostra reúne telas pintadas em acrílico e inspiradas, entre outras fontes, em imagens científicas produzidas na Fiocruz Paraná, onde Crispim atua como fotógrafo. “A ideia é trazer a estética da ciência para essas telas, num trabalho que reúne arte e ciência”, ressalta o artista.

“A ideia é comemorar nossa trajetória aqui no Paraná, marcada por um crescimento rápido e sólido, junto da população e das escolas, levando a ciência e a importância da pesquisa que desenvolvemos para a saúde pública. Estamos ansiosos para a chegada do Ciência Móvel, que pela primeira vez ultrapassa os limites da região Sudeste, e para sair do laboratório e levar um pouco do nosso dia-a-dia de cientistas para alunos e para a comunidade em geral”, reforça o diretor do Instituto Carlos Chagas, Bruno Dallagiovanna.

PROGRAMAÇÃO
Semana Comemorativa 20 anos da Fiocruz Paraná/ 10 anos do Instituto Carlos Chagas
Dias 06, 07 e 09 de agosto, de 9h às 17hs
Ciência Móvel e atividades científicas ICC e IBMP
Exposição “A Ciência caiu na tinta”
Portão Cultural (MuMA) – Av. Rep. Argentina, 3.432 - Portão, Curitiba
Aberta ao público
Dia 08 de agosto, de 9h às 20h30
Ciência Móvel e atividades científicas ICC e IBMP
Exposição “A Ciência caiu na tinta”
Portão Cultural (MuMA) – Av. Rep. Argentina, 3.432 - Portão, Curitiba
Aberto ao público

Comentários

© 2018 Barulho Curitiba