Balé Guaíra e Orquestra Sinfônica se unem em obra sobre saúde mental no Setembro Amarelo. Assista

- Atualizado às 18:08
Por - AN-PR
(Foto: Reprodução/CCTG)

O Balé Teatro Guaíra lançou nesta sexta-feira (10) o vídeo “Hibiscus Mutabilis”, que discute a saúde mental no contexto da campanha Setembro Amarelo. O trabalho foi idealizado pela bailarina Luana Nery a partir de uma experiência pessoal e contou também com a participação de músicos da Orquestra Sinfônica do Paraná, que criaram uma trilha especial para o projeto.

O nome “Hibiscus Mutabilis” remete à uma flor homônima, conhecida popularmente como “rosa louca”. Luana Nery conta que escolheu esse nome por simbolizar um recomeço, já que a flor passa por uma mutação e muda de cor. Essa transformação é uma sinalização de que a planta tem néctar, substância que serve de alimentos para abelhas e pássaros.

O projeto é composto por solos de cinco bailarinos. As coreografias foram criadas a partir do relato de experiências relacionadas à saúde mental e leitura de obras literárias, como um poema de Jorge Luis Borges. As coreografias expressam sentimentos vividos em crises. As cinco trilhas sonoras refletem ansiedade, com notas rápidas e oscilações.

No fim do vídeo, Luana faz um breve relato de como superou o seu momento de crise. Ela acredita que o vídeo pode ajudar pessoas que estejam passando por problemas semelhantes.

“É de extrema importância abordar esse tema. A pandemia agravou a situação de muitas pessoas. A arte tem uma função social e essa foi a minha contribuição como artista”, disse.

Comentários

© 2018 Barulho Curitiba