52 anos de Marisa Monte: conheça composições e participações desconhecidas da cantora

- Atualizado às 18:25
Por - Henrique Romanine
(Foto: Divulgação)

Dona da sua própria carreira, com uma das vozes mais singulares da MPB, e uma artista sempre preocupada em trazer para o público tudo o que há de melhor no universo da música brasileira. Essa é Marisa Monte.

Considerada pela revista Rolling Stone a quarta melhor cantora do Brasil (ficando atrás apenas de Elis Regina, Gal Costa e Maria Bethânia), Marisa surgiu, no final dos anos 80, como uma alternativa totalmente diferente a tudo o que vinha sendo produzido, em matéria de sonoridade no país.

Famosa e disputada antes mesmo de lançar o primeiro disco, Marisa passou um tempo na Itália estudando canto e, ao ser descoberta por Nelson Motta (sempre ele) em um espetáculo, começou a construir a sua escalada para o sucesso.

Para se ter uma noção da explosão que foi o início de sua carreira, Marisa foi a primeira artista a ter um especial na televisão antes mesmo de lançar o seu primeiro álbum. O programa, intitulado "MM Ao Vivo", exibido pela finada TV Manchete, causou tanto burburinho que se tornou o seu primeiro registro, o álbum "MM", que completa 30 anos em 2019 e traz, entre outras canções, o seu primeiro grande hit, "Bem Que Se Quis".

Desde então, Marisa se cercou dos melhores produtores e compositores, servindo como uma ponte entre a nova e a velha música brasileira, estabelecendo parcerias com artistas diversos, como Nando Reis, Arnaldo Antunes, Carlinhos Brown e Adriana Calcanhotto, e resgatando com muita propriedade, obras de Candeias, Cartola, Paulinho da Viola, Tim Maia, entre outros.

Mas o foco desta matéria são as composições de Marisa que ficaram famosas em outras vozes, e participações dela nas obras de outros artistas. Para mostrar que a influência dela não fica restrita às cantoras que surgiram nas décadas de 90 e 2000.

Viva Marisa!

Com Arnaldo Antunes

Alta Noite

Marisa dividiu o vocal com Arnaldo nesta música, faixa do primeiro álbum solo do ex-Titã, intitulado "Nome". A cantora gravou a mesma canção, posteriormente, em "Cor de Rosa e Carvão".

Paradeiro


Composta por Arnaldo, Marisa e Carlinhos Brown, é a faixa-título do quinto álbum de Antunes.

Grão de Amor


Marisa divide os vocais com Arnaldo, em composição sua e de Carlinhos, presente no sexto álbum de estúdio de Antunes, "Saiba" (2004).

Com Carlinhos Brown

Seo Zé

Marisa canta nesta faixa do primeiro trabalho de Carlinhos. Um trecho da canção foi usado para batizar "Cor de Rosa e Carvão", o álbum mais elogiado de Marisa.

Busy Man

Do segundo álbum de Carlinhos (produzido por Marisa), surge esta canção. O vocal de Marisa aparece discretamente.

Mulemba Xangóla


Faixa integrante da coletânea "Red Hot + Lisbon", em homenagem a Chico Science. Marisa divide os vocais com Carlinhos Brown e com o angolano Bonga.

Com Cássia Eller

E.C.T.

Composta por Marisa, Brown e Nando Reis, é um dos destaques do terceiro álbum de Cássia, o homônimo "Cássia Eller" (1994).

Um Branco, Um Xis, Um Zero


Procurando suavizar um pouco a sua imagem "roqueira", Cássia lançou, sob a produção de Nando Reis, o clássico "Com Você...Meu Mundo Ficaria Completo". Esta canção marca a parceria de Arnaldo Antunes e Marisa, com Pepeu Gomes.

Palavras Ao Vento

Marisa compôs esta ao lado de Moraes Moreira, e que se tornou um dos destaques do álbum "Com Você", chegando a ser tema de duas novelas globais.

Com Cassiano

Cedo ou Tarde

Cassiano, mestre da soul music brasileira, contou com a participação de Marisa na faixa-título do álbum de 1991.

Com o Cidade Negra

Onde Você Mora?

Hit que catapultou o Cidade Negra ao estrelato nacional, é uma composição de Marisa com Nando Reis.

Com Erasmo Carlos

Tema de Não Quero Ver Você Triste

Marisa já havia gravado com Erasmo o hit "Mais Um Na Multidão". A parceria se repetiu em 2007, com a cantora criando, e cantando, um novo trecho de uma antiga música do Tremendão.

Com a Legião Urbana

Soul Parsifal

Parceria de Renato Russo e Marisa. A música se chamava "Celeste", mas a fita com a gravação se encontrava corrompida. Foi recuperada e se tornou o único registro do poeta com a cantora.

Com Nando Reis

Pra Quem Não Vem

Ex-namorados, Marisa e Nando voltaram a estabelecer parceria depois de muitos anos nesta canção, que integra o álbum "Sei", lançado em 2012.

Com Os Paralamas do Sucesso

O Amor Não Sabe Esperar

Herbert Vianna convidou Marisa e Tim Maia para dividir os vocais nesta música. Tim Maia acabou faltando à gravação, e Marisa ocupou o espaço destinado ao soul man.

Comentários

© 2018 Barulho Curitiba